“Jogos Vorazes” é a nova onda teen. E o que você sabe sobre isso?

Hoje tudo muda com tanta rapidez, que há até uma rádio brasileira que tem como frase tema “em 20 minutos tudo pode mudar”. Mas o mundo dos adolescentes e jovens muda ainda mais rápido com a chegada de novas ondas que se espalham em velocidade digital influenciam a cultura deles. E nós que temos que manter uma comunicação constante com eles precisamos estar atentos à todas essas ondas que se formam.

Então eu pergunto: o que você sabe sobre “Jogos Vorazes”, além dele ser o primeiro livro/filme da mais nova trilogia destinada ao público adolescente e jovem? Segundo a Revista Veja, os livros já estão entre os mais vendidos no Brasil e o filme entre os mais assistidos. O elenco do filme foi capa de diversas revistas destinadas ao público adolescentes, entre elas a Revista Capricho.

Se você ainda não assitiu o filme, assista e você vai se surpreender. “Jogos Vorazes” não é apenas um filme violento de adolescentes matando adolescentes, como estão dizendo por aí, embora isso de fato aconteça. Eu assisti o filme pouco dias após a estréia e confesso que não tirei os olhos da tela. Tudo se passa nas ruínas de um lugar antes conhecido como América do Norte, está a nação de Panem, uma exuberante Capital rodeada de outros doze distritos. A Capital é dura e cruel, e mantém os distritos obedientes forçando-os a mandar um garoto e uma garota entre doze e dezoito anos para participar de seus Jogos Vorazes anuais, uma luta até a morte exibida na TV.

Katniss Everdeen , de dezesseis anos, vive sozinha com sua mãe e sua irmã mais nova, e vê os Jogos como sua sentença de morte quando ela se oferece para ir no lugar de sua irmã. Mas Katniss já estivera perto da morte antes – e sobreviver, para ela, é instintivo. Sem querer, ela se torna uma das favoritas a vencer. Mas se ela quiser ganhar, terá de fazer escolhas que colocam sobrevivência contra humanidade e vida contra amor.

Esse resumo e outros fatos importantes sobre Jogos Vorazes você encontra no site Jogos Vorazes BR . Mas enquanto você não vai ao cinema, assista aqui o trailer oficial do filme:

Poderíamos escrever muitas páginas sobre o filme, mas vamos resumir alguns pontos que considero importante e que podem ser interessantes para discussão com os adolescentes:

  • O filme critica a grande diferença entre classe sociais, a discriminação, a miséria, a fome e o governo totalitário. Isso fica bem claro, principalmente quando vemos as condições em que as pessoas vivem nos distritos 12, de Katniss e Peeta e 11 de Rue em comparação com a Capital e o distrito 1.
  • Como os Jogos são uma espécie de Reality Show, Suzanne Collins nos mostra que os realities são manipulados para cativar a audiência, como no caso (não leia se você ainda não assistiu o filme) do romance forjado entre Katniss e Peeta ou até da mudança de regras do jogo na última hora.
  • Katniss representa tudo o que os adolescentes querem ser. Ela também tem a idade deles, é forte, poderosa, cheia de esperança, idealista e desafiadora. Ela está em busca de relacionamentos e amor e quer acabar com a opressão e a injustiça. É isso que faz com que os adolescentes se identifiquem tanto com ela, como diz Walt Mueller.
  • Embora o filme não seja apenas um filme de adolescentes matando adolescentes, o fato de os adolescentes terem que matar num jogo é muito violento, pelo menos do meu ponto de vista. Entretanto todos os jovens e adolescentes com quem conversei não encontraram problema nenhum nisso. O que nos leva a pensar: Será que os nossos adolescentes e jovens estão passando ou já passaram por um processo de dessensibilização à violência?
  • E finalmente, o filme conta uma estória de esperança e redenção que atrai os adolescentes. Isso nos lembra que a história de Deus conosco também é uma história de esperança e redenção que pode atrair nossos adolescentes. Por isso é muito importante a maneira como vamos apresentar essa incrível história a eles. Mas eles precisam, procuram por uma história assim, que lhes dê esperança e sentido às suas vidas.

Termino esse post dizendo a vocês que não vejo a hora de ler a trilogia. Comprei os livros que foram imediatamente confiscados pela minha filha de 25 anos que está devorando o primeiro livro da série. Mas sou a próxima da fila.

Se você tem algum comentário sobre o filme, ou gostou desse post, deixe sua opinião aqui.