Sem Negociação

Todos aqueles que trabalham com as faixas etárias de 11 à 17 anos e com jovens na igreja hoje sabem a luta que temos que enfrentar para ensinar a eles o que a Palavra de Deus diz sobre o sexo. Eles são expostos cada vez mais precocemente à uma sensualidade vulgar e banal. Não tem tempo nem para conhecer sua própria sexualidade e a dádiva que o sexo é para um casal que vive sob as bênçãos de Deus.

Por isso tudo, ensinar à eles os fundamentos básicos sobre o sexo é inegociável. Não se pode abrir brechas ou margens para negociação, por mais que vivamos num mundo onde o sexo permeia tudo. Quando falo aos pré-adolescentes e adolescentes, começo com 3 premissas básicas sobre o sexo:

  • Sexo foi criado por Deus e é bom, pois tudo o que Deus criou é bom. (1 Tm 4:4)
  • Sexo foi criado para ser feito entre um homem e uma mulher. (Gn 1:27:28)
  • Sexo foi criado para ser feito no casamento.  (Gn 2:24)

Tudo o que sair disso, foge dos planos de Deus e isso tem um nome: pecado. Não quero aqui ser hipócrita e dizer que adolescentes e jovens cristãos não estão fazendo sexo fora do casamento. Sim, sabemos que muitos deles estão envolvidos em práticas sexuais e isso tem um nome: pecado. Não é por isso que vamos começar a instruí-los a como pecar sem que o seu pecado tenha grandes conseqüências. Rasgando o verbo, para mim é inadmissível que ensinemos aos nossos adolescentes e jovens métodos para prevenir uma gravidez indesejada ou doenças sexualmente transmissíveis que não seja a abstinência sexual fora do casamento.

E você vai me dizer: “Ana, mas todo mundo está transando?” E eu lhe respondo com as palavras do apóstolo Paulo na carta aos Romanos:  “Não se amoldem ao padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação da sua mente, para que sejam capazes de experimentar e comprovar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.” Romanos 12:2

Queridos, temos que fazer diferença, temos que ser diferentes ou não merecemos ser chamados de cristãos. Não somos alienados. Sabemos de tudo o que acontece, estamos vivendo nesse mundo, mas NÃO PODEMOS NOS AMOLDAR AO PADRÃO DESSE MUNDO.

Essa semana fiquei estarrecida ao ver um grande homem de Deus dizer isso de púlpito e mais estarrecida ainda ao ver lideres de adolescentes e jovens de renome nacional recomendando essa pregação. Vamos voltar à Palavra sem negociação!

Anúncios

12 respostas em “Sem Negociação

  1. Oiiiiiiii, nossa fiquei impressionada de como voce escreve bem!!
    ficou muito bom! Parabééns!!
    Continue escrevendo que eu ainda quero ler suas coisas (:
    Beijoooooo da sua nora preferida!

  2. Ana,
    Gostei e meus parabens por sua coragem ao enfrentar um problema como este nos dias de hoje.Sou de uma outra geração e sei que muita coisa mudou no ambiente jovem, incluindo na igreja.
    Já não temos mais hoje uma igreja como aquela que tinhamos ontem, 30/4o anos atrás.Parece que hoje já não se está comprometido com as coisas da igreja (de Deus principalmente) Onde ficaram: A EBD, a escola de treinamento para adolescentes, jovens? Será que nós da outra geração teremos que viver apenas das lembranças?
    Parabens pela sua coragem e dedicação a um trabalho árduo como este.
    A.Granja

  3. Oi querida,
    É sempre bom ver voce exercitando o dom que nosso Deus lhe deu. Que cada dia mais voce coloque o foco de sua vida em abençoar outros que, como voce, amam essa geração.
    Good job!
    Ellen

  4. Ana,

    Parabéns pelo seu blog!!!

    Adorei…você escreve muito bem e os seus posts são D+!!!

    Te acho uma mulher muito sábia e muito usada por Deus!

    Adoro conversar com você!!

    Muito sucesso!!

    Beijoss

  5. Prezada Ana,

    Parabéns pelos artigos.
    Que Deus te ilumine e continue a te usar.
    Fique com Deus.
    Rivelino Delgado
    Obs.: tomei a liberdade de publicar o seu texto no blog da Geração Grudi (Adolescentes da Primeira Igreja Batista em Teófilo Otoni/MG), usando os devidos créditos à você.

  6. Ana,
    Sensacional!
    Louvo a Deus por sua vida!!! Que nosso Deus venha usar este blog na vida de muitos…
    que Deus te abençoe muitoo!
    Beijos

  7. Pingback: Mas eu já transei… E agora? « anabedicks

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s