OS PERIGOS E AS MENTIRAS DA SAGA “CREPÚSCULO”

Depois do lançamento dos 4 livros da série: Crepúsculo, Lua Nova, Eclipse e Amanhecer, tivemos a semana passada a estréia mundial do filme “Lua Nova”. E a febre da saga do amor entre o vampiro galã e a jovem carente instalou-se novamente entre nossos jovens.

Muitos pais e líderes cristãos estão preocupados com os vampiros e lobisomens que aparecem na série e referências ao ocultismo, mas de todos os males da saga esses são os menores.

Assisti aos dois filmes e posso dizer que apesar do nome “Lua Nova”, esse segundo filme não traz nada de novo, a não ser é claro a presença dos lobisomens que era apenas citada no primeiro filme. É a velha estória do amor proibido, das falas melosas do Edward, da Bella caidinha por ele e das lutas dos vampiros.

É verdade que não há nenhuma cena sensual como as do primeiro filme. Para quem não assistiu, vale mencionar que no primeiro filme, à noite Bella coloca camisolinhas sensuais e Edward entra pela janela do quarto e passa a noite inteira acordado ao lado dela na cama e nada acontece. Quando digo nada, é nada mesmo, nem um beijinho. E isso acontece por noites seguidas. Há também as escapadas para lugares solitários nos bosques onde os dois passam horas deitados na relva apenas de mãozinhas dadas. É difícil de acreditar, não é? Mas é esse tipo de acontecimentos fantásticos que o filme mostra.

Essa é a grande mentira e o grande perigo do filme “Crepúsculo”. O filme diz claramente que adolescentes apaixonados têm total controle sobre suas emoções e ações e podem brincar com fogo sem se queimar. Nossos jovens e adolescentes sempre pensam que as coisas ruins só acontecem com os outros, nunca com eles. E o filme só vem reforçar essa idéia errada e extremamente perigosa. Com tudo isso fica fácil entender porque o filme caiu no gosto da garotada.

O filme “Lua Nova” continua a contar a estória do amor proibido que é tão atraente para pré-adolescentes e adolescentes e aborda outros aspectos desse drama.

Logo no início, Bella que está fazendo 18 anos e Edward que terá eternamente 17 anos estão na escola assistindo a cena final de Romeu e Julieta. Edward comenta que ele não poderá nunca ter a mesma escolha que Romeu teve de suicidar-se quando perdeu sua amada. Ele será um vampiro eternamente e sua alma está condenada.  Esse é dos motivos para ele não querer que Bella se transforme em vampira. Mas a garota diz que prefere perder sua alma a perdê-lo.

O filme não explica o que significa “perder sua alma” ou estar “condenado”,, mas no livro, o vampiro pai, Carlisle afirma que Deus existe e que existe um céu para os humanos, mas não para os vampiros.[i] Com um começo ruim como esse, já podemos ter uma idéia do esperar do restante do filme.

Alguns acontecimentos desastrosos levam Edward a perceber que Bella corre sérios riscos se eles continuarem esse relacionamento. Então ele e sua família tomam a decisão de deixar a cidade e ele diz a Bella que ela nunca mais o verá.

O filme mostra Bella desolada, em depressão, afastada de tudo e de todos mesmo com o passar dos meses. Sofrer por amor é outro fato muito atraente, principalmente para as garotas. Qual garota nunca sofreu por “amor”? Todas elas logo se identificam com Bella nesse aspecto.

Apesar de sua amizade com Jacob, que mais tarde descobrirá que pertence a uma linhagem de lobisomens, Bella continua num processo de depressão e começa a ter um comportamento auto-destrutivo. Ela pega carona numa moto com um sujeito mal encarado que encontrou num beco e logo descobre que quando se coloca em situações de risco, ela vê a imagem de Edward que tenta protegê-la dando-lhe bons conselhos.

Ela então vai se envolvendo em situações cada vez mais arriscadas e que se assemelham muito à tentativas de suicídio, como atirar-se no mar bravo de cima de um alto penhasco. Mas em todas essas tentativas ele tem como prêmio a visão de Edward e é no final é salva por Jacob, o lobisomem. Assustador não é? Pois é isso que nossos filhos estão vendo e lendo.

Colocar idéias desse tipo para pré-adolescentes e adolescentes que tem que lidar com sentimentos como baixa auto-estima, rejeição do grupo, paixões não correspondidas, fracassos escolares e situações familiares difíceis é extremamente perigoso. As estatísticas mostram que no Brasil, o suicídio é a terceira causa de morte entre jovens de 15 a 24 anos, ficando atrás apenas dos acidentes e homicídios.

Não é exagero dizer que o filme estimula a autodestruição e o suicídio para um público que está cada vez mais propenso à essas ações. Ele mostra essas ações como soluções fáceis e atos de amor. Mas esse dito “amor” é um sentimento doentio que idolatra a pessoa amada e leva à perda da própria identidade. É em nome desse tipo de amor que vemos cada vez mais crimes sendo cometidos na nossa sociedade. Os noticiários nos mostram casos de jovens que se suicidam e que matam por “amor”.

A verdade é que os livros e filmes dessa série vieram para ficar, pois são sucesso de vendas e de bilheteria. Não temos como evitar que nossos jovens, principalmente os pré-adolescentes e adolescentes tenham contato com eles. Portanto, antes que você se desespere, minha sugestão é que você leia os livros ou assista os filmes e converse com seus filhos sobre eles.

Aqui vão algumas sugestões de perguntas para iniciar uma conversa sobre o filme.

  1. Você acha que deixar Bella e partir foi a melhor solução para o problema deles? Por que?
  2. E se Bella tivesse finalmente se matado? Como seria o final do filme?
  3. Você acha que o amor de Bella e Edward é normal ou é doentio? E se ele não fosse um vampiro, esse amor poderia ser normal?
  4. Você acha que uma relação de amor que só traz, dor, sofrimento e tristeza pode ser considerada boa? Como deve ser uma boa relação de amor?
  5. Para se demonstrar amor verdadeiro por alguém é preciso estar disposto a morrer por essa pessoa?

Você também pode explicar aos seus filhos que:

  • Deus nos criou à imagem e semelhança dele e, portanto qualquer violência que cometamos contra nós mesmos foge dos planos de Deus para nós.

Porque sou eu que conheço os planos que tenho para vocês’, diz o SENHOR, ‘planos de fazê-los prosperar e não de lhes causar dano, planos de dar-lhes esperança e um futuro.Jeremias 29:11

  • Jesus nos ensina que morte e destruição são coisas do” ladrão” (Satanás). O que Jesus quer é que tenhamos vida.

O ladrão vem apenas para roubar, matar e destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham plenamente.João 10:10

Precisamos saber o que nossos jovens estão ouvindo, vendo e lendo e precisamos estar prontos para mostrar-lhes a verdade de Deus sobre todas essas coisas. Não é uma tarefa fácil num mundo que muda tão rapidamente, mas com certeza vale à pena. Essa é mias uma forma de demonstrar amor e cuidado com a nova geração.

Ana Lucia Bedicks

 Data: 15/08/2010


[i] The Twilight Saga: New MoonReview by Steven D. Greydanus. http://www.christianitytoday.com/ct/movies/reviews/2009/newmoon.html?start=2

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s