I was born this way, mas a Lady Gaga não!

Assim que ouvi pela primeira vez o hit “I was born this way” de Lady Gaga, me lembrei imediatamente (eu estou chegando nos 50) da canção Gabriela de Dorival Caymmi, inspirada no Romance Gabriela Cravo e Canela de Jorge Amado e que dizia:

Eu nasci assim, eu cresci assim
Eu sou mesmo assim
Vou ser sempre assim
Gabriela, sempre gabriela

Ao escutar mais atentamente a letra, percebi que não tinha quase nada a ver com a velha canção. Mas as duas fotos acima também nos mostram que Lady Gaga, nasceu Stefani Joanne Angelina Germanotta, morena e uma adolescente comum e que agora com seus estranhos implantes faciais, seus cabelos platinados se tornou a “mãe monstro” como ela mesmo se auto-denomina. Portanto, queridos leitores, Lady Gaga não nasceu assim e sua música começa nos enganando desde o começo.

Mas nos enganando por que? É justamente aí que está o problema, a música de Gaga diz que todos devem ser aceitos como são e chega a citar que Deus não comete erros e por isso enganou muitos cristãos. A canção chegou a ser considerada como um hino aos marginalizados por uma teóloga americana num site cristão, por causa desse trecho, que é precedido por outro que diz que não importa sua classe social, raça ou nacionalidade:

Whether life’s disabilities                       (Não importa se os obstáculos da vida)                                                Left you outcast, bullied, or teased    (Te deixaram afastado, assediado ou importunado)
Rejoice and love yourself today           (Alegre-se e ame-se hoje)
‘cause baby you were born this way  (Pois, baby, você nasceu assim)

Então examinem a letra e sua tradução antes de  apontarmos as falhas nesses argumentos que convencem muitos cristãos e provavelmente muitos jovens e adolescentes.

  • Pois Deus não erra (‘cause god makes no mistakes) – Aqui reconheço que é ponto para Lady Gaga, porque Deus não erra mesmo. Tudo o que Deus faz é perfeito e certo. O grande problema são os fatos que ela usa para justificar essa afirmação.
  • Baby, eu nasci assim. Oooh não tem outro jeito (Baby i was born this way. Ooo there ain’t no other way) E nesse trecho que a música fica parecida com aquela da Gabriela e isso não é verdade na vida do cristão. Sabemos que em Cristo podemos ter uma nova vida e que só ele pode dar um outro jeito na vida que levamos. (2 Co 5:17)

Essa é uma ótima desculpa para permanecer no erro e no pecado, pois afinal se nascemos assim e não há outro jeito, que culpa temos. Se acreditarmos nisso, não haverá cura para o alcoólatra que nasce com uma tendência para a dependência química, ou recuperação para um criminoso. Mas vejam que Paulo nos diz em (Rm. 7:15-17) que nascemos assim, com essa inclinação e vontade para o pecado, mas temos em Cristo a solução.

  • Não importa se você é gay, hetero ou bi, lésbica ou se é transexual (No matter gay, straight, or bi, lesbian, transgendered life) – Para Lady Gaga não importa porque segundo ela “você nasceu assim”. Mas nem a Bíblia nem a ciência dizem isso. A Bíblia diz em Gn 1:27 que Deus criou homem e mulher e nenhum outro gênero sexual. Além disso, a ciência ainda não conseguiu descobrir um gene que possa causar a homossexualidade e isso é dito pelo famoso pesquisador da área de genoma,  Simon LeVay que é um ativista gay.
Acho que já temos muito assunto para conversar sobre o hit da Lady Gaga, não é? Mas ainda preciso explicar o título do post. Ontem estava criando um álbum no meu Face chamado “I was born this way” e vi que só os anos me castigaram um pouco, mas que eu continuo como nasci, original de fábrica. Podem conferir nas fotos abaixo:
Anúncios