Segundo dia da SYMC 2011

Estou no final do segundo dia da Conferência, mas tanta coisa aconteceu nas últimas 24 horas, que só posso fazer um resumo das coisas incríveis que Deus tem feito aqui. Antes preciso fazer uma correção: não são 2600, mas sim cerca de 3000 pessoas assitindo a Conferência! Uma loucura!

Ontem na abertura, quase morri de rir com os Skit Guys. Sei que no Brasil eles não são conhecidos, mas vocês podem ver alguns vídeos deles no Youtube. E cada vez que assisto esses dois humoristas cristãos, me pergunto, porque não temos humoristas cristãos assim no Brasil, um país com gente tão talentosa? Será que as igrejas não dão espaço para que as pessoas desenvolvam esse tipo de dom? Fica aqui o registro de que precisamos de humoristas cristãos no Brasil.

Depois o louvor tocou o coração de todos nós e as 3000 vozes naquele salão formaram um coral impressionante. Tudo preparado para o Doug Fields nos trazer uma mensagem, simples, clara e que foi direto aos nossos corações. Resumo da mensagem: ‎”Tudo o que os adolescentes precisam é ouvir a voz transformadora de Jesus e ficar maravilhados com Jesus.”

E hoje a manhã começou com as 3000 pessoas louvando em alto e bom som o nosso Deus e Seu Filho Jesus e Cristo e tivemos a Palavra do incrível Louie Giglio. Ele lembrou da época em que nos EUA o ministério com Pré-adolescentes e Adolescentes era cínico e imaturo. E eu pensei na situação desses ministérios no Brasil. Quando é que vamos amadurecer nesses ministérios para que possamos realmente pastorear essa Nova Geração?

Louie falou sobre o livro de Apocalipse e nos relembrou das circuntancias em que João escreveu essa carta: completamente isolado na ilha de Pátmos, depois de ter sido martirizado. E nos mostrou que as circunstâncias não são motivo para deixar de fazer algo, ou João nunca teria escrito essa carta. Mas João tinha com ele a força do Espírito Santo ( Ap 1:10). E nos convidou a nos humilharmos e (Ap 1:17) honrar uns aos outros. E minha pergunta é: quando vamos começar a fazer isso?

E o dia terminou com uma mulher incrível flando a todos nós: Ruth Haley Barton e uma banda fantástica: Gungor. Mas isso fica para o próximo post.

Cinema, pipoca e o papo vai rolar

Nessa seção do blog quero dar dicas de filmes para líderes e pais de adolescentes (garotada na faixa de 11 à 17 anos) que possam além de diversão, gerar bons papos, reflexões e serem analisados de um ponto de vista cristão. Também vou postar algumas críticas ou comentários sobre filmes atuais para essas faixas etárias.

Vou começar com dois filmes muito legais feitos para essa moçada e que no Brasil não foram lançados nos cinemas e sairam direto em DVD.

DIÁRIO DE UM BANANA (Diary of a Wimpy Kid) – Essa é uma dica de filme para os pré-adolescentes. Apesar da tradução pouco feliz do título, o trailer do filme com certeza vai atrair a galera dessa faixa etária que passa por essa fase turbulenta entre a infância e adolescência e tem que lidar com os mesmos tipos de problemas que o Greg lida, principalmente na escola. O filme vai render boas risadas e pode dar início à conversas sobre amizade, lealdade e fazer escolhas certas.

A MENTIRA(Easy A) – Essa é uma dica de filme para os adolescentes. Olive, uma adolescente, mente para a melhor amiga que não é mais virgem, apenas para se tornar mais popular entre as garotas. Mas a mentira toma proporções que ela jamais poderia imaginar. Muito pesado para você? Sim, o tema é da pesada, mas bem próximo da realidade. Esse filme tratar de temas importantes como mentira, relacionamento com os pais, bullying, sexualidade na adolescência, homossexualidade e hipocrisia dos cristãos, mas muitos sites cristãos americanos de críticas sobre fimes não recomendam que adolescentes cristãos assistam ao filme.
Minha teoria é de que, se vivemos num mundo saturado de limões podemos e devemos fazer uma limonada. Em outros termos, vamos aproveitar os elementos ruins espalhados na cultura e usá-los a nosso favor para mostrar os valores em que cremos. Pois quer queiramos ou não, é nesse mundo que nossos adolescentes vivem e essa é uma excelente oportunidade para pegarmos a onda da cultura e aproveitar para dizer o que a Bíblia fala sobre isso. Não podemos fechar os olhos para essa cruel realidade, mas precisamos ajudá-los a viver como cristãos nesse mundo. E nada melhor do que um filme, uma pipoca e um bom papo para isso.  Mas a decisão final é sua, então meu conselho é: assista ao filme antes e decida se vale à pena assistir com seu grupo de adolescentes ou com seus filhos.

E bom filme para todos.