É Carnaval no Brasil…

carnaval-bloco-ritaleena-jal-vieira-divulgacao

Foto: Jal Vieira    www.obaoba.com.br

 

Com um título bem parecido escrevi sobre o Carnaval nesse blog há alguns anos. Todos os anos o Carnaval é muito comemorado no Brasil e sempre chegam as perguntas: “Como falar sobre isso com nossos adolescentes e jovens?” ou “Pular Carnaval é pecado?” E eu sempre me pego pensando que se nossos adolescentes e jovens estivessem expostos aos perigos do Carnaval somente nesse feriado a coisa não seria tão ruim assim.

Antes que seja mal interpretada, explico meu pensamento. Infelizmente vivemos a cultura do Carnaval no Brasil durante os 365 dias do ano. Foi-se o tempo em que o Carnaval era o momento para as pessoas colocarem em prática todos os seus desejos reprimidos durante o ano. Vivemos imersos numa cultura hedonista cujo lema é o importante é ser feliz. Não é preciso esperar pelos dias de folia para fazer o que bem entender. Adolescentes e jovens estão constantemente expostos ao álcool, drogas, sexo fora do casamento e toda sorte de coisas do tipo!

Há também o argumento de que o Carnaval tem uma origem pagã (informação correta), mas muitas das nossas festas também tem origem pagã. Ou há uma base bíblica para celebrar aniversário e Ano Novo? E o que dizer da corrupção que assola o país e é amplamente divulgada em todos os meios de comunicação? Como explicar aos mais novos o termo “suruba seletiva” proferido pelo senador Romero Jucá ao se referir à proposta de referir o foro privilegiado? O famigerado programa BBB está em sua 17ª edição com tudo de ruim e errado que se possa imaginar. No Brasil é Carnaval todo dia…

Então não devemos nos importar com o Carnaval e está tudo bem? Claro que não! O Carnaval de rua voltou nas grandes cidades e adolescentes e jovens estão acompanhando os bloquinhos por aí correndo todos os riscos que o cérebro jovem não consegue prever. Em várias redes sociais bombou o relato da jovem que sofreu abuso e agressão num desses blocos em São Paulo. O Carnaval é uma época em que precisamos estar mais atentos, mas as novas gerações precisam dos nossos cuidados e das nossas atenções o ano todo.

Viver o Evangelho de Jesus Cristo é um desafio para nós e as novas gerações todos os dias.

“Tudo me é permitido”, mas nem tudo convém. “Tudo me é permitido”, mas eu não deixarei que nada domine.
1 Coríntios 6:12

Anúncios

É Carnaval no Brasil mais uma vez

Chegou o tão esperado Carnaval no Brasil. Segundo nossa tradição só depois da próxima quarta-feira, dia 9 de março, é que nosso país começa a funcionar. Um grande feriado, a maior festa popular do país, um dos maiores espetáculos do mundo, enfim, chame do que você quiser, o Carnaval brasileiro é tradição, assim como é tradição as igrejas cristãs evangélicas ou não promoverem retiros de Carnaval.

Não vou usar esse espaço para falar sobre o significado do Carnaval, pois há várias boas fontes disponíveis para isso, inclusive na Internet e porque quero refletir e convidá-los a refletir comigo sobre o que isso representa para as novas gerações, as gerações que podem mudar o mundo.

Numa rápida busca no Google sobre Carnaval e adolescentes e jovens, praticamente só encontrei links falando de retiros de Carnaval de norte a sul do país. Como líder dessa faixa etária e mãe acho a iniciativa das nossas igrejas excelente e sempre estive envolvida nesses Acampamentos, como líder, voluntária ou mãe de acampantes. É bom saber que nossos adolescentes e jovens não estão envolvidos com os temidos bailes de Carnaval, blocos, bebedeiras, sexo casual, drogas e outras coisas parecidas que acontecem nesses dias de folia.

Mas, pensando bem… isso tudo só acontece no Carnaval? Infelizmente, não. Talvez o título desse artigo devesse ser: Brasil, o país do Carnaval. Vivemos a cultura do Carnaval nos 365 dias do ano. Basta olhar o nosso dia a dia, as baladas, raves, festas, barzinhos que essa moçada frequenta semanalmente para perceber que vivemos o Carnaval o ano inteiro. Nos 4 dias do Carnaval, tudo fica mais exposto pela grande cobertura da mídia, pelo feriado nacional e pela tradição, mas a cultura do Carnaval permeia nosso dia a dia.

Nossos retiros ou Acampamentos de Carnaval precisam criar bases sólidas nessa geração para que eles possam levar uma vida séria com Deus nos outros 361 dias do ano de Carnaval. Não podemos nos enganar, pois vivemos tempos como os que viviam os cristãos de Corinto. Os capítulos 6 e 7 da carta de Paulo aos Coríntios não poderiam ser mais atuais. Os programas de TV como as novelas e reality shows do tipo BBB não nos deixam esquecer disso, mas esse já é um assunto para outro post, não é?

Portanto, líderes de ministérios e pais de adolescentes e jovens: o Carnaval 2011 está apenas começando para nós e vai durar 1 ano. Preparem-se com muito joelho no chão, amor e a Palavra de Deus.