Quando Deus Renovou meu Chamado

Logo da NYMC 2009

Logo da NYMC 2009

Servir a Deus no Ministério de Adolescentes é muito bom, mas não é nada fácil. Se você está nesse ministério por um tempinho, sabe bem do que eu estou falando.

Era apenas o começo de 2009, e a igreja na qual eu trabalhava estava fazendo uma “santa” pressão para que eu deixasse o ministério da Nova Geração e me dedicasse ao ensino de adultos. Afinal, eu tinha meu MDiv e era muito qualificada. Em outras palavras, qualificada demais para servir no Ministério de Adolescentes. Esse tipo de elogio era quase que uma ofensa para mim, pois tinha ido para o Seminário estudar e me preparar para servir nesse ministério. E apesar de ter todo o apoio do meu chefe na época, o pastor das Faixas Etárias, eu ficava em dúvida. Valia a pena viver brigando por mais espaço para os adolescentes na igreja, trabalhar muito e ganhar tão pouco?

Group capaSou assinante da revista norte-americana Group e estava “namorando” uma Conferência de Ministério de Adolescentes que aconteceria em Columbus Ohio, no final de fevereiro daquele ano. Então 10 dias antes dessa Conferência, decidi que iria participar dela e iria buscar respostas de Deus lá. Só havia alguns probleminhas: as inscrições estavam esgotadas, não havia lugar nos hotéis, precisava comprar uma passagem para os EUA, convencer meu chefe e implorar para o meu marido. Para encurtar uma longa estória, resolvi todos esses probleminhas com alguns telefonemas no espaço de mais ou menos uma hora.

Livro que eu ganhei

Livro que eu ganhei

Dia 27 de fevereiro, à 1:00h da manhã desembarquei em Columbus, Ohio. A família que havia hospedado meu filho durante seu intercâmbio nos EUA, veio me buscar e me dar abrigo. Eles moram numa pequena cidade distante 1 hora de Columbus. Às 10 horas daquele mesmo dia, eu chegava no Centro de Convenções para a Pré-Conferência com Doug Fields sobre como liderar e manter uma equipe voluntária. Eram cerca de 140 pessoas na sala e ao término da primeira parte o Doug disse que daria seu mais recente livro para a pessoa que havia vindo de mais longe. E como eu era a única estrangeira da sala, ganhei o livro.

Meu crachá com os bottons

Meu crachá com os bottons

No final da Pré-Conferência, o Doug veio conversar comigo: como eu tinha ido parar lá? Minha igreja no Brasil estava me enviando? Quem era eu? Contei rapidamente para ele minha estória e no mesmo instante Doug pegou seu rádio e chamou a Kami Gilmour. Ela era a diretora da Conferência e assim que ela chegou na sala, o Doug pediu para ela ir comigo até a livraria da Conferência para que eu pegasse tudo o que iria precisar! O quê? Esse cara é louco? Mal me conheceu e resolve me dar todo o material que eu quisesse? Perguntei por que ele estava fazendo aquilo e ele me respondeu que assim eu voltaria para o Brasil com material suficiente para dizer à liderança da minha igreja, que o Doug Fields estava mandando eu continuar no Ministério de Adolescentes! Será que Deus estava respondendo minhas perguntas?

Foi com essa dúvida que comecei a assistir o vídeo de abertura da NYMC algumas horas mais tarde. E as frases do vídeo começaram a falar diretamente comigo:

Você se lembra:

  • O que sentiu quando soube que estava embarcando numa jornada para mudar vidas
  • E aquele momento em que um garoto se rendeu e aceitou a Cristo
  • Do olhar deles quando só você e ninguém mais parecia se importar com eles
  • Quando você quis largar tudo, mas voltou atrás na manhã seguinte
  • Da primeira vez que sentiu que não estava só no ministério
  • E daqueles dias em 2009, em Ohio, quando Deus renovou seu chamado para o Ministério de Adolescentes?

Nessa altura, aos prantos, tinha vontade de gritar: “Sim, eu me lembro Senhor!”. Mas logo veio a dúvida: Será que Deus está respondendo minhas perguntas?

Braddigan

Braddigan

Depois de ouvir dois garotos, Alex e Brett Harris, falando sobre o livro deles “Do Hard Things”, (“Radicalize” na edição em português) uma banda subiu ao palco e antes de começarem a tocar, eles se apresentaram. Era a banda Braddigan composta por Brad Corrigan (americano), Reinaldo (porto riquenho) e Tiago (brasileiro!). Eles começaram tocando uma música composta por eles nas 3 línguas e alguns segundos depois, todo o auditório de 2000 pessoas estava louvando a Deus em português! Sim, Deus estava respondendo minhas perguntas!

Quero encorajar você que tem lutado bravamente para sobreviver no Ministério de Adolescentes. Deus quer pessoas preparadas e apaixonadas por esse ministério! Você não está sozinho! Vamos nos unir por esse ministério no Brasil!

Lembro-me da minha aflição e do meu delírio, da minha amargura e do meu pesar.
Lembro-me bem disso tudo, e a minha alma desfalece dentro de mim.
Todavia, lembro-me também do que pode dar-me esperança
Lamentações 3:19-21 

Sonhe comigo e sonhe com a SYMC 2014

Anúncios

SYMC 2014: Vamos Sonhar Juntos?

couch

SYMC 2014,  é a Simply Youth Ministry Conference, uma Conferência sobre Ministério de Adolescentes realizada pelo ministério norte-americano Simply Youth Ministry e a Group Publishing. A Edição de 2014 acontecerá em Columbus, Ohio, entre os dias 7 e 10 de março. E eu estarei lá! Será minha 6a SYMC! É, na verdade eu já faço parte de um grupo que é literalmente fã de carteirinha dessa Conferência, o IT3. É um grupo de pessoas incríveis, líderes, pastores e voluntários de Ministério de Adolescentes. A única coisa triste sobre esse grupo é que eu sou a única brasileira e sonho ver mais líderes brasileiros lá.

Se você é um leitor desse blog, já deve ter visto minhas postagens sobre a SYMC nesse ano, em 2012 e 2011. Posso dizer que aprendi muito nessa Conferência que sempre traz líderes veteranos de adolescentes que estão na batalha diária do ministério e professores de renomados Seminários norte-americanos, como o Fuller Theological Seminary. Por falar em Fuller, foi numa dessas Conferências que conheci o DMin em Adolescentes, Família e Cultura, que comecei a cursar ano passado. A Conferência tem as plenárias gerais, onde todos os anos cerca de 3000 líderes de adolescentes se reúnem para louvar, rir, chorar e aprender. Nos outros períodos há uma variedade imensa de workshops nos mais variados formatos (8 horas, 4 horas e 2 horas) e painéis, todos muito interativos. Como um dos slogans da SYMC diz, ela é uma Conferência feita por líderes de Ministério de Adolescentes para líderes de Ministério de Adolescentes. Não é um grande show, mas sim um grande encontro onde você aprende muito sobre a prática do ministério e todos os palestrantes são extremamente acessíveis. Nesse vídeo abaixo você pode ver os melhores momentos da SYMC 2013:

Vocês devem estar pensando: “Mas e o inglês? Preciso saber muito inglês para participar?”. Sim, você precisa saber inglês, principalmente se quiser participar mais ativamente dos workshops e painéis. A Conferência não tem tradução, mas já conversei com a liderança da Conferência e se houver um bom número de participantes brasileiros, podemos pensar em contratar uma tradução simultânea por nossa conta, mas com todo apoio logístico da SYMC.

Abaixo, segue o vídeo de abertura da Conferência de 2009, a primeira que eu fui. Espero que você possa sentir a mesma emoção que senti quando assisti esse vídeo.

Você também pode assistir outros vídeos aqui ou nesse canal .

Convido você a sonhar com a SYMC 2014. Será muito bom ter mais brasileiros lá. Mas convido você a sonhar mais alto ainda, a sonhar com uma conferência assim aqui no Brasil! 

Se quiser mais informações, entre em contato comigo através de um comentário nesse blog.

Um Presente, Um Sonho (Um Propósito?), Um Convite

Quero começar pedindo desculpas pela minha ausência durante um período tão longo, mas vou explicar o que aconteceu nesses quase 2 meses …

UM PRESENTE

Em setembro ganhei 2 presentes! Afinal cheguei aos 50 anos de idade, meio século, idade fantástica para quem trabalha com pré-adolescentes e adolescentes precisava comemorar. O primeiro presente foi ir ao Colorado, nos Estados Unidos para encontrar um grupo de pessoas muito especiais. O objetivo era reunir cerca de 80 líderes, pastores, escritores, enfim, pessoas ligadas aos Ministérios de Pré-adolescentes e Adolescentes para refletir, ter um tempo de comunhão e pensar sobre a Simply Youth Ministry Conference que vai acontecer em Março de 2012 no Kentucky. Para encurtar uma longa estória, divido com vocês esse clip, que o John Fong, um dos participantes fez desses 3 intensos dias. É só clicar aqui.

Depois, o segundo presente, foi uma viagem pelo Alaska e pelos Parques Nacionais do Oeste do Canadá, com Fernando, meu marido há mais de 27 anos. Foi algo como ficar 3 semanas dentro do National Geographic, do Discovery Channel ou do Globo Repórter. Vimos baleias, salmões, águias, ursos, veados enormes (os elks), coiotes, geleiras quilométricas, as montanhas rochosas, lagos de um azul impressionante e cachoeiras. É preciso muita fé para ver tudo aquilo e crer que tudo foi feito ao acaso. É quase como crer que o Steve Jobs colocou todas as peças do iPhone numa caixinha, sacudiu tudo por alguns minutos e quando abriu, lá estava o iPhone prontinho. Desculpem-me os que não crêem no Deus criador de todas as coisas, mas é impossível olhar aquela natureza e não crer que Deus criou maravilhosamente cada detalhe de tudo aquilo, como um artista. Algumas fotos para confirmar o que eu digo:

Paisagens do Alaska e do Canadá

 UM SONHO (OU UM PROPÓSITO?)

O Summit ou o encontro com nossos colegas no Colorado, Estados Unidos, mais especificamente na simpática cidade de Loveland me fez sonhar. Como já escrevi estávamos ali para refletir, ter um tempo de comunhão e pensar sobre a Simply Youth Ministry Conference de 2012. Esse é o segundo ano que o pessoal da organização reúne um grupo de 80 pessoas que são fanáticas pela SYMC e paga nossas depesas de hotel e alimentação para que nós mergulhemos de cabeça na Conferência. Eles querem que a Conferência seja de “de Youth workers para Youth workers”. Algo que atenda as reais necessidades de quem está lidando no dia a dia com os Ministérios de Pré-adolescentes e Adolescentes e não apenas um show com os pop stars dessas áreas.

E é ai que eu começo a sonhar… E eu sonho com o dia em que teremos algo parecido aqui no Brasil. Em que reuniremos algumas centenas ou até milhares de pessoas envolvidas com esses ministérios para uma Conferência assim. Contei ao Rick Lawrence, um dos líderes da SYMC, sobre a situação do Ministério de Pré-adolescentes e Adolescentes no Brasil e dos meus sonhos de ver esses ministérios em um outro patamar e ele me olhou e disse: “Ana, mas isso era assim aqui nos EUA há 20, 25 anos atrás. E veja onde estamos hoje. É possível mudar.” E eu pensei, “Rick, eu estou fazendo 50 anos, sou uma mulher com um blog, sem um emprego fixo, com muitos sonhos, conhecimento e muita vontade de alcançar essa geração. Como vou fazer isso?” Até que terça de manhã, ao abrir o meu devocional, que recebo por e-mail da Homeword, li esse versículo

“Vocês precisam perseverar, de modo que, quando tiverem feito a vontade de Deus, recebam o que ele prometeu;” Hebreus 10:36

e a estória de Rowena Cade, uma senhora absolutamente incrível, que viveu na Inglaterra, na Cornualha e que no século passado projetou e construiu, esculpindo nas pedras praticamente sozinha, um amplo anfiteatro maravilhosamente situado nas rochas por cima do mar e que é usado até hoje para encenar peças de teatro. Rowena trabalhou nesse sonho por 50 anos, até quase sua morte aos 90 anos.

Kelly McFadden, o autor do devocional chama a atenção para a visão que pessoas como Rowena tem e nos lembra do exemplo de Noé, que recebeu uma visão de Deus e perseverou até fazer a vontade de Deus, por mais que aquilo parecesse loucura aos olhos de todos.

Então comecei a pensar nos meus sonhos e na visão que tenho para um Ministério de Pré-adolescentes e Adolescentes no Brasil. Deus tem me dado oportunidade de conhecer pessoas que me inspiram, ministérios que mudam vidas e líderes que me dizem que é possível realizar os sonhos que Deus me dá. Será que não é isso o que Deus tem para mim? Por isso estou dividindo com vocês esse sonho. Sei que não posso realizá-lo sozinha e que se esse é o propósito de Deus, Ele deve estar tocando e movendo muitos outros líderes pelo Brasil. Vamos nos unir para tornar esse sonho realidade? Vamos nos unir, vamos pensar e agir juntos.

UM CONVITE  

Talvez para a maioria de vocês, esse convite seja mais um sonho, mas vamos lá. A SYMC vai acontecer em Março de 2012 no Kentucky. Será a 6a Conferência deles, a minha 4a Conferência e gostaria de ver outros brasileiros lá. Sei que os custos são altos, pois incluem passagem internacional, inscrição, hospedagem, mas posso dizer que vale cada centavo. Clicando aqui, você visita o site oficial da Conferência e terá mais informações. Um dos palestrantes das plenárias principais será o Francis Chan e os outros palestrantes, tanto das plenárias como dos inúmeros workshops são de primeiro time. Como os workshops são muito interativos, é indispensável o domínio do inglês para um bom aproveitamento da Conferência. Além disso, todos os preletores são muito acessíveis e estão sempre dispostos a conversar com os participantes. Meu convite agora é para você visitar o site da Conferência e se reunir todas as condições necessárias para ir, juntar-se aos mais de 3.000 líderes e a mim para desfrutar desse momento tão especial. Quero lembrar que esse ano, o evento lotou 3 semanas antes e as inscrições se encerraram. Também é importante dizer que não tenho nada combinado com a organização sobre levar um grupo de brasileiros e conseguir um desconto ou minha inscrição grátis. Também não tenho nenhum acordo com nenhuma companhia aérea e até aceito sugestões se alguém tiver.

Até o próximo post.

Uma Geração em Ação

Adolescentes trabalhando num dos projetos do Group Work Camps

Escrevo esse post sabendo que muitos podem torcer o nariz e dizer “lá vem a Ana de novo com essas coisas dos americanos”. Confesso à vocês que muitas coisas que vejo por lá não tem o menor sentido para nós, mas outras coisas simplesmente me fascinam. E os projetos missionários para a galera à partir dos 10 anos de idade é uma dessas coisas.

No período de férias e feriados ficamos quebrando a cabeça para entreter melhor nossos pré-adolescentes e adolescentes nos acampamentos. O que será mais divertido? O que eles vão curtir? Será que vão ficar entediados? Não podemos ser repetitivos, precisamos criar coisas novas para cada temporada. Por favor, não me entendam mal. Não sou contra a galera se divertir e até gosto de me divertir com eles, mas acho que eles já tem diversão suficiente.

Está na hora, ou até já passou da hora , de aproveitarmos esses momentos para ensinar essa galera a SERVIR. Sim, a mostrar o amor de Deus e a refletir Jesus para o mundo através de ações. Lembrem-se do que Tiago 1:27 diz “A religião que Deus, o nosso Pai aceita como pura e imaculada é esta: cuidar dos órfãos e das viúvas em suas dificuldades e não se deixar corromper pelo mundo.” Aliás, poderíamos criar mais momentos em que nossos adolescentes e pré-adolescentes possam experimentar e viver o Evangelho descrito em Tiago 1 e 2.

Quando conheci em 2009 o Group Work Camps e depois em 2010 o projeto 1 By Youth fui tomada por um misto de emoções: fiquei imediatamente apaixonada por essas idéias e com uma “santa inveja” por não termos nada parecido por aqui. Mas ao ouvir esse ano na SYMC como surgiu o Group Work Camps, tomei coragem e resolvi escrever sobre isso e lançar a semente no coração de líderes brasileiros para que juntos possamos fazer algo assim.

Todo esse trabalho começou lá pela necessidade do momento, quando numa enchente, uma comunidade bem próxima da editora Group, no Colorado,  foi severamente atingida, com grande número de mortos e destruição quase total das residências. A editora de mobilizou e contatou as igrejas da região, recrutando adolescentes para ajudar no trabalho de reconstrução. E hoje esse trabalho se espalha por comunidades carentes de todos os Estados Unidos. Mas o que diferencia esse trabalho é que eles não apenas falam de Jesus para essas pessoas, eles mostram Jesus para essas pessoas com pás, martelos, tijolos, cimento, madeira, pregos, tinta, abraços e amor. Visite o link do Group Work Camps e assista o vídeo de divulgação do trabalho. Você não precisa entender inglês, pois as imagens transmitem a mensagem. Ao final há o depoimento de um garoto que diz que nesse Acampamento de Trabalho ele descobriu que não é apenas um garoto, mas é alguém com capacidade para fazer diferença no mundo. ESSE É O CHAMADO DO CRISTÃO.

Adolescentes trabalhando num projeto do 1 By Youth

O projeto 1 By Youth também foi criado pelo Group Work Camps, mas seu objetivo é reunir num único dia, vários ministérios de adolescentes de uma cidade ou região para trabalhar numa vizinhança carente, cuidando de residências, parques, escolas e até creches. É um grande mutirão que reúne centenas de adolescentes com o propósito de fazer diferença numa comunidade mostrando Jesus através de ações e não somente de palavras. No site do 1 By Youth você pode saber mais detalhes, assistir ao vídeo, ver fotos dos projetos e ler testemunhos de pessoas que foram impactadas pelo trabalho e dedicação desses adolescentes. Além, é claro da mudança de vida que os adolescentes tiveram depois dessa experiência.

Eu tenho muitos sonhos para a Nova Geração, mas não posso realizá-los sozinha. Além da ajuda de Deus preciso de outras (de muitas) pessoas. Portanto, gostaria muito que vocês lessem esse post com muito carinho, acessassem os links indicados e sonhassem comigo: VER ESSA NOVA GERAÇÃO EM AÇÃO E FAZENDO DIFERENÇA EM NOSSO PAÍS.

Quantos sonhadores há entre nós?

SYMC 2011 – The End

Segunda-feira, 7  de março, o dia que todos nós na SYMC 2011 não queríamos que chegasse, inevitavelmente chegou. Foi o final dos 4 dias incríveis que Kara Powell definiu como um gigantesco Flash Mob de 3000 pessoas, com 4 dias de duração.

Para mim o dia começou com um resumo do curso “Engaging the Soul of Youth Culture” com Walt Mueller. Walt é um estudioso da cultura dos adolescentes de hoje porque crê que precisamos conhecer o mundo deles para causar impacto em suas vidas. Já havia lido algumas das matérias que Walt escreveu sobre isso, mas ouvindo ele falar apaixonadamente sobre o assunto, me tornei sua fã depois de 15 minutos de curso. Como ele, também penso que a diferença entre as gerações é tão grande hoje e cultura muda e se multiplica com a velocidade digital de seu tempo.

Precisamos conhecer a cultura deles como um missionário faz ao se deparar com uma cultura diferente, para que possamos alcança-los e diminuir esse abismo entre as gerações. Nosso trabalho no ministério com adolescentes e jovens é construir as pontes que podem nos ligar a eles para saber quais são as suas reais necessidades. Assim poderemos levar até eles o Evangelho de uma forma que alcance suas mentes e seus corações. E é justamente aí que Walt nos disse que está a diferença entre ser culturalmente relavante e ser conhecedor da cultura. Não precisamos ser relevantes para a cultura deles, pois eles não precisam de mais shows e nem podemos competir tecnologicamente falando com a MTV, Internet e outros recursos a que eles tem acesso. Mas precisamos saber o que eles assistem, ouvem, leem e conversam. E por falar nisso, vocês já deram uma olhada na letra e no novo vídeo da música “Born this Way” da Lady Gaga? Ainda não, então confira nesse link. Esse simples parágrafo renderia mais uns 3 ou 4 posts.

Finalmente nos reunimos para o momento final de louvor e celebração e Rick Lawrence nos lembrou da importância que temos na vida de cada adolescente , joveme suas respectivas famílias que passam pelos nosso ministérios. E nos fez refletir sobre as pequenas coisas que realizamos. Se você acha que isso não faz diferença, pense em como seria a vida desses adolescentes, nas quais você de alguma forma fez diferença,  se você nunca tivesse nascido. Entendeu?

Doug Fields e eu ao final da SYMC 2011

E terminamos agradecidos a Deus pelo tempo que tivemos e esperando pela SYMC 2012!

Quero deixar para vocês uma pergunta importante e um chamado para nossas igrejas. Infelizmente. a maior parte das nossa igrejas hoje, vê o Ministério com pré-adolescentes, adolescentes e jovens como o rei Ezequias via o futuro do seu povo e os seus tesouros no tempo em que reinou. Quando ele ouviu do profeta Isaías que todos os tesouros do seu povo seriam levados pelos inimgos e até as gerações seguintes do seu próprio povo seriam escravizadas ele respondeu: “É boa a palavra do Senhor que você falou”, Ezequias respondeu. Pois pensou: “Haverá paz e segurança enquanto eu viver”. Isaías 39:8.

Até quando nossas igrejas olharão para as Novas Gerações  como o rei Ezequias fez? Isaías 39:1-8.



O Terceiro Intenso Dia da Conferência

 

Rick, sua esposa Bev e eu

O terceiro dia da Conferência foi tão intenso e cheio de emoções que não consegui postar como eu queria no domingo à noite.

O dia começou com uma mensagem e uma reflexão que meu amigo Rick Lawrence nos trouxe. Rick é desconhecido para nós, brasileiros, mas é o conceituado editor da revista Group há 23 anos, especializada em Youth Ministry e um reconhecido escritor de cerca de 31 livros.

Rick nos fez refletir sobre uma estória que Brennan Manning nos conta em seu livro “O Evangelho Maltrapilho“. É sobre se sentir sozinho, isolado, frustrado e ineficaz no ministério e como Deus nos traz o socorro das maneiras mais inesperadas. Rick tem o dom espiritual de me fazer chorar toda vez que ele fala. E por falar no livro,”O Evangelho Maltrapilho”, se você ainda não leu, aí vai uma boa dica de leitura.

Depois, no workshop que eu estava fazendo e que  tinha o fantástico nome de “Pensando Teológicamente no Ministério de Adolescentes”, discutimos e refletimos muito o dia todo com o incrível Chap Clark que nos mostrou verdades teológicas muito importantes:

  • Uma delas é que os pais são os principais responsáveis pela vida espeiritual de seus filhos, mas não são os únicos. Toda uma geração é responsável pela geração que a sucede e enquanto a igreja brasileira não entender isso, estaremos andando fora dos propósitos de Deus para a Igreja.
  • O objetivo do  Ministério de Adolescentes e Jovens é ( teologicamente falando): adotar esses adolescentes e jovens como membros da família de Deus, que chamamos de igreja. E só podemos fazer isso dando amor, suporte, e espaço para que o Espírito Santo de Deus aja e faça o que só ele pode fazer.

E a noite começou com um louvor divino de Shane and Shane e um improviso com Tommy, um dos Skit Guys, Jake Rutenbar e Josh Griffin que quase nos matou de rir. Mas Tommy nos mostrou que os Skit Guys podem nos levar do riso às lagrimas ao contar a verdadeira história de como uma adolescente cristã, amiga de Eddie ( o outro Skit Guy) no Ensino Médio, mudou a vida de um outro adolescente deficiente físico.

O convidado da noite, Glenn Packiam, um jovem pastor, músico e escritor nascido na Malásia e que é pastor no Colorado, nos trouxe a mensagem da noite, que terminou com um show dos OC Supertones no Salão Principal.

Eu disse terminou? Eram 10 horas da noite e o SYM Podcast Live ia começar com transmissão ao vivo pela Internet. E eu estava lá na platéia com mais de 200 pessoas, pizza, camiseta e livro do Doug Field grátis para todo mundo. Você pode conferir tudo no site , assim que o episódio estiver on-line. Fui para o quarto exausta, feliz e com muitos sonhos para o ministério com pré-adolescentes e adolescentes no Brasil. Por outro lado já batia uma certa tristez, pois sabia que no dia seguinte teria que dizer adeus aos meus 2999 amigos apaixonados por esse ministério como eu. Mas ainda tinha muita coisa para acontecer no último dia pela manhã.

Alguns dos meus 2999 amigos

Segundo dia da SYMC 2011

Estou no final do segundo dia da Conferência, mas tanta coisa aconteceu nas últimas 24 horas, que só posso fazer um resumo das coisas incríveis que Deus tem feito aqui. Antes preciso fazer uma correção: não são 2600, mas sim cerca de 3000 pessoas assitindo a Conferência! Uma loucura!

Ontem na abertura, quase morri de rir com os Skit Guys. Sei que no Brasil eles não são conhecidos, mas vocês podem ver alguns vídeos deles no Youtube. E cada vez que assisto esses dois humoristas cristãos, me pergunto, porque não temos humoristas cristãos assim no Brasil, um país com gente tão talentosa? Será que as igrejas não dão espaço para que as pessoas desenvolvam esse tipo de dom? Fica aqui o registro de que precisamos de humoristas cristãos no Brasil.

Depois o louvor tocou o coração de todos nós e as 3000 vozes naquele salão formaram um coral impressionante. Tudo preparado para o Doug Fields nos trazer uma mensagem, simples, clara e que foi direto aos nossos corações. Resumo da mensagem: ‎”Tudo o que os adolescentes precisam é ouvir a voz transformadora de Jesus e ficar maravilhados com Jesus.”

E hoje a manhã começou com as 3000 pessoas louvando em alto e bom som o nosso Deus e Seu Filho Jesus e Cristo e tivemos a Palavra do incrível Louie Giglio. Ele lembrou da época em que nos EUA o ministério com Pré-adolescentes e Adolescentes era cínico e imaturo. E eu pensei na situação desses ministérios no Brasil. Quando é que vamos amadurecer nesses ministérios para que possamos realmente pastorear essa Nova Geração?

Louie falou sobre o livro de Apocalipse e nos relembrou das circuntancias em que João escreveu essa carta: completamente isolado na ilha de Pátmos, depois de ter sido martirizado. E nos mostrou que as circunstâncias não são motivo para deixar de fazer algo, ou João nunca teria escrito essa carta. Mas João tinha com ele a força do Espírito Santo ( Ap 1:10). E nos convidou a nos humilharmos e (Ap 1:17) honrar uns aos outros. E minha pergunta é: quando vamos começar a fazer isso?

E o dia terminou com uma mulher incrível flando a todos nós: Ruth Haley Barton e uma banda fantástica: Gungor. Mas isso fica para o próximo post.