“ECLIPSE” E O QUE SE ESCONDE ATRÁS DESSE NOVO CAPÍTULO DA SAGA “CREPÚSCULO”

Dia 30 de junho tivemos a estréia mundial do terceiro e esperado filme da série Crepúsculo: Eclipse. Aqui no Brasil e no resto do planeta, multidões de pré-adolescentes, adolescentes e jovens, em grande maioria do sexo feminino, correram para as salas de cinema para viver as emoções de Bella, Edward e Jacob.

Eclipse, nome dado ao fenômeno do alinhamento de três corpos celestes no sistema solar, foi o nome escolhido pela autora da série Stephenie Meyer, para descrever o triangulo amoroso entre uma garota, um vampiro de mais de 100 anos e um lobisomem adolescente. Sim, você leu corretamente. Tenha certeza que descrever esse triangulo amoroso foi tão estranho para mim quanto foi para você ler essa descrição.

Eclipse não traz nada de novo em relação aos dois primeiros filmes, mas cai no gosto da garotada porque as cenas românticas se tornam cada vez mais românticas, as cenas sensuais cada vez mais sensuais, as cenas violentas cada vez mais violentas e o triangulo amoroso fica escancarado.

Novamente as juras de amor eterno entre Bella e Edward deixam as garotas suspirando, sonhando e idealizando esse amor tão intenso que é capaz de vencer até a morte. Que garota não sonha com um amor assim? É o amor de conto de fadas, mas o cenário é o nosso tempo, com telefones celulares, iPods, notebooks, garotas de jeans justinhos, cortes de cabelos da moda, como no mundo real. Pode parecer bobagem para nós adultos, mas cria na cabeça das garotas a idealização de um amor que não existe.

E por esse amor que não existe, Bella, uma jovem de 18 anos, prestes a terminar o equivalente ao Ensino Médio, está disposta a abrir mão de tudo: da família, dos amigos, de uma carreira e da própria vida. Pois para viver esse grande amor terá que se transformar em vampira, tornado-se uma morta-viva sem alma, destinada a vagar pelo mundo eternamente, escondendo-se dos humanos e dos vampiros maus.

O filme fala sobre escolhas e deixa bem claro que quando escolhemos algo, deixamos de lado as outras opções. Um dos dilemas dos jovens de hoje é o excesso de opções e eles se angustiam ao saber que uma escolha significa eliminar as outras opções. Bella vive essa angústia ao pensar nos pais, nos amigos, ao ser aconselhada pelo próprio Edward e por outros dois vampiros da família dele a não escolher esse caminho de se tornar vampira. Mas como resistir à promessa de um amor eterno?

A outra opção de Bella é o amor de Jacob, o lobisomem. Jacob, seu melhor amigo, com medo de perder a amada finalmente se declara para ela. Para ficar com Jacob, ela não precisa abrir mão de tudo, muito menos de sua vida, mas não pode ter a promessa de um amor eterno, pois como s humanos, os lobisomens também são seres mortais. Bella ama Edward, mas também ama Jacob. Como dizem os nossos jovens, ela até “fica” com Jacob, mas acaba se decidindo por Edward. E eu pergunto: o que sabemos sobre o amor verdadeiro aos 18 anos de idade? Qual é a diferença entre amor e paixão?

O amor entre Bella e Edward vai se traduzindo em cenas de maior intimidade, até que uma noite eles acabam sozinhos na casa dele numa romântica cama de casal. Bella começa a beijá-lo e tenta tirar a camisa dele, mas Edward a impede dizendo que não quer quebrar a regra de que sexo é só para depois do casamento. Bella não concorda e diz que isso é arcaico. Sim, a heroína das nossas pré-adolescentes e adolescentes diz claramente que sexo só depois do casamento é algo arcaico.

Aliás, em outro trecho do filme, ela diz a Edward que casamento na idade dela significa “estou encrencada, engravidei.” Para Bella, amor e romantismo são uma coisa e sexo é outra coisa diferente. Importante: apesar das tentativas de Bella, eles não fazem sexo pela forte posição de Edward. Mas novamente o filme coloca os dois várias vezes em situações de risco em que a força de vontade de Edward é suficiente para que os dois não consumem o ato sexual. Como já havia escrito anteriormente, esse fato é quase tão fantasioso quanto a existência de vampiros e lobisomens.

Finalmente Bella, Edward e seus amigos terminam o High School ou Ensino Médio e o discurso da oradora da turma não podia ser mais atual. Resumindo, ela diz que eles estão iniciando uma nova etapa da vida deles, em que eles terão toda a licença e o direito de errar. Essa é a época da vida reservada para os erros. Como diria o filósofo Zeca Pagodinho “Deixa a vida me levar”. Sim, podemos errar, mas precisamos ter consciência de que nosso erros tem conseqüências, muitas vezes sérias e que se arrastam por toda a nossa vida.

Bella diz que não crê no casamento, mas escolhe se casar com Edward, depois de fazer uma visita para Jacob que quase perdeu a vida para defendê-la. Detalhe: apesar de sua escolha, ela não acaba de vez com as esperanças do lobisomem apaixonado. Será que ela realmente entendeu que não se pode ter tudo?

Gostando ou não do que você leu aqui ou vai ver nas telas do cinema, é importante ter a consciência que a “Saga Crepúsculo” não é apenas mais uma série de livros ou filmes, mas é um fator que está influenciando a cultura de nossos pré-adolescentes e adolescentes, quer gostemos ou não.

A cultura atual está nos dando vários limões, como “A Saga Crepúsculo” e cabe a nós pais cristãos, transformá-los em limonada. Segue abaixo minha sugestão de receitas para fazer essa limonada, ou, assuntos que podemos tratar com nossos filhos à partir do filme Eclipse.

  1. O que você acha do relacionamento de Bella com Edward e de Bella com Jacob? Será que ela não está indecisa demais entre os dois?
  2. Qual é a diferença entre paixão e amor?
  3. Decidir se casar com 18 anos de idade e mudar totalmente de vida é uma decisão sábia? Os pais ou outras pessoas mais velhas não seriam bons conselheiros para jovens de 18 anos que toma a decisão de se casar?
  4. Que outras decisões importantes precisamos tomar com 18 anos ou quando terminamos o Ensino Médio?

Você também pode mostrar aos seus filhos o que Deus diz sobre:

  • Sexo fora do casamento.

Explique que a Bíblia não fala especificamente da palavra virgindade, mas condena desde os Dez Mandamentos até o tempo de Jesus o sexo fora do casamento. Lembre-os que Deus condena o ato sexual entre pessoas que não são casadas (fornicação), o que inclui o adultério que é fazer sexo com alguém que não seja seu marido ou sua mulher. Deus criou o sexo para que ele fosse desfrutado por nós apenas dentro do casamento.

Por essa razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e eles se tornarão uma só carne.Gênesis2:24

“Quais?”, perguntou ele.Jesus respondeu: “ ‘Não matarás, não adulterarás, não furtarás, não darás falso testemunho,Mateus 19:18

O casamento deve ser honrado por todos; o leito conjugal, conservado puro; pois Deus julgará os imorais e os adúlteros.Hebreus13:4

  • Fazer escolhas

Explique que todos nós precisamos da ajuda de Deus para fazer escolhas. Muitas vezes achamos que damos conta de tudo sozinhos e é aí que acabamos nos dando mal. Além disso a base para as nossa escolhas deve ser fazer a vontade de Deus e agradar a Deus.

Se algum de vocês tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá livremente, de boa vontade; e lhe será concedida. Tiago 1: 5

Não seja sábio aos seus próprios olhos;tema o SENHOR e evite o mal.Provérbios 3: 7

Precisamos acompanhar o contexto cultural em que nossos filhos vivem e aproveitar cada momento criado por esse contexto para trazer à tona a Palavra de Deus, para que nossos jovens a tenham como parâmetro para analisar, criticar, rejeitar ou aceitar tudo o que lhes é proposto. Essa é uma tarefa árdua e contínua, mas que com certeza produzirá bons frutos: fiéis seguidores de Cristo que não se corrompem com os valores anti-cristãos, mas que são luz e sal num mundo sem Deus.

Ana Lucia Bedicks

Data: 16/07/2010

Uma resposta em ““ECLIPSE” E O QUE SE ESCONDE ATRÁS DESSE NOVO CAPÍTULO DA SAGA “CREPÚSCULO”

  1. Ana voce realmente nos deu a receita para uma ótima limonada geladinha! Minhas filhas assistiram toda a saga, e eu acompanhei a maioria, e durante o tempo que assistia com elas ia falando o filme inteiro, no final, sempre conversavamos , porém seu artigo me despertou para muitas outras coisas que não havia me atentado. Seu blog continua atual! Obrigada!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s