Série: O Que Eles Tem na Cabeça? Adolescentes e Comportamentos de Risco

Comportamento de Risco

Imagem cortesia de Ben Schonewille em FreeDigitalPhotos.net

Adolescentes parecem procurar por comportamentos de risco. Você já deve ter ouvido falar de adolescentes e jovens europeus que se “divertem” escalando prédios altos para depois postar fotos e vídeos da façanha na Internet. Em outubro de 2016 um pré-adolescente de Santos, SP morreu participando da “brincadeira do desmaio”. Nossos adolescentes experimentam drogas, consomem álcool, dirigem sem licença e são atraídos por todo tipo de comportamento de risco.

A primeira pergunta que fazemos é “Mas ele não pensou nos riscos?”. Os recentes estudos sobre o cérebro dos adolescentes vão nos mostrar que eles não pensaram. As razões para não pensarem são fisiológicas:

  • Os lobos frontais ainda não tem uma boa conexão com outras partes do cérebro do adolescente e isso dificulta a avaliação de riscos e consequências.

  • Os sistemas neurais que controlam a excitação e a recompensa são muitos sensíveis no cérebro adolescente. Por isso as emoções e o imediatismo tem um grande apelo para eles.
  • O centro cerebral do prazer é extremamente ativo e isso faz com que eles tenham uma intensa busca por recompensas (ações ou substâncias que lhes trazem prazer). A ânsia pela recompensa é muito maior do que a consciência do risco.

Isso explica o porquê do cérebro adolescente ser mais suscetível ao vício por um comportamento ou substância química. A droga ou outro estímulo prazeroso age de forma intensa no centro cerebral do prazer e os lobos frontais não estão prontos para inibir esse efeito. Por isso o cérebro adolescente busca intensamente por essa estimulação. É isso que torna o cérebro adolescente tão suscetível ao vício e aos comportamentos de risco.

Você pode estar sentindo certo desânimo com essas informações, mas podemos ver a adolescência como um período de grandes oportunidades para influenciar positivamente a vida dessa nova geração. É indiscutível que há muitas escolhas ruins à disposição dos adolescentes, mas cabe aos pais, professores, líderes, mentores e outros adultos apresentar as boas escolhas para eles. Os adultos precisam incentivá-los a buscar as experiências positivas que proporcionem prazer e emoção para eles. Os esportes, convívio social com outros adolescentes num ambiente saudável e atividades em grupo são muito importantes! Adolescentes envolvidos no serviço ao próximo nas nossas igrejas, em comunidades carentes ou em viagens missionárias irão obter a recompensa e o prazer que tanto buscam por meio de atividades positivas para o desenvolvimento deles.

Fica a pergunta: “O que estamos oferecendo aos nossos adolescentes para que eles não tenham a necessidade de buscar comportamentos de risco?”

Quem despreza o próximo comete pecado, mas como é feliz quem trata com bondade os necessitados!

Provérbios 14:21

Anúncios

Uma Geração em Ação

Adolescentes trabalhando num dos projetos do Group Work Camps

Escrevo esse post sabendo que muitos podem torcer o nariz e dizer “lá vem a Ana de novo com essas coisas dos americanos”. Confesso à vocês que muitas coisas que vejo por lá não tem o menor sentido para nós, mas outras coisas simplesmente me fascinam. E os projetos missionários para a galera à partir dos 10 anos de idade é uma dessas coisas.

No período de férias e feriados ficamos quebrando a cabeça para entreter melhor nossos pré-adolescentes e adolescentes nos acampamentos. O que será mais divertido? O que eles vão curtir? Será que vão ficar entediados? Não podemos ser repetitivos, precisamos criar coisas novas para cada temporada. Por favor, não me entendam mal. Não sou contra a galera se divertir e até gosto de me divertir com eles, mas acho que eles já tem diversão suficiente.

Está na hora, ou até já passou da hora , de aproveitarmos esses momentos para ensinar essa galera a SERVIR. Sim, a mostrar o amor de Deus e a refletir Jesus para o mundo através de ações. Lembrem-se do que Tiago 1:27 diz “A religião que Deus, o nosso Pai aceita como pura e imaculada é esta: cuidar dos órfãos e das viúvas em suas dificuldades e não se deixar corromper pelo mundo.” Aliás, poderíamos criar mais momentos em que nossos adolescentes e pré-adolescentes possam experimentar e viver o Evangelho descrito em Tiago 1 e 2.

Quando conheci em 2009 o Group Work Camps e depois em 2010 o projeto 1 By Youth fui tomada por um misto de emoções: fiquei imediatamente apaixonada por essas idéias e com uma “santa inveja” por não termos nada parecido por aqui. Mas ao ouvir esse ano na SYMC como surgiu o Group Work Camps, tomei coragem e resolvi escrever sobre isso e lançar a semente no coração de líderes brasileiros para que juntos possamos fazer algo assim.

Todo esse trabalho começou lá pela necessidade do momento, quando numa enchente, uma comunidade bem próxima da editora Group, no Colorado,  foi severamente atingida, com grande número de mortos e destruição quase total das residências. A editora de mobilizou e contatou as igrejas da região, recrutando adolescentes para ajudar no trabalho de reconstrução. E hoje esse trabalho se espalha por comunidades carentes de todos os Estados Unidos. Mas o que diferencia esse trabalho é que eles não apenas falam de Jesus para essas pessoas, eles mostram Jesus para essas pessoas com pás, martelos, tijolos, cimento, madeira, pregos, tinta, abraços e amor. Visite o link do Group Work Camps e assista o vídeo de divulgação do trabalho. Você não precisa entender inglês, pois as imagens transmitem a mensagem. Ao final há o depoimento de um garoto que diz que nesse Acampamento de Trabalho ele descobriu que não é apenas um garoto, mas é alguém com capacidade para fazer diferença no mundo. ESSE É O CHAMADO DO CRISTÃO.

Adolescentes trabalhando num projeto do 1 By Youth

O projeto 1 By Youth também foi criado pelo Group Work Camps, mas seu objetivo é reunir num único dia, vários ministérios de adolescentes de uma cidade ou região para trabalhar numa vizinhança carente, cuidando de residências, parques, escolas e até creches. É um grande mutirão que reúne centenas de adolescentes com o propósito de fazer diferença numa comunidade mostrando Jesus através de ações e não somente de palavras. No site do 1 By Youth você pode saber mais detalhes, assistir ao vídeo, ver fotos dos projetos e ler testemunhos de pessoas que foram impactadas pelo trabalho e dedicação desses adolescentes. Além, é claro da mudança de vida que os adolescentes tiveram depois dessa experiência.

Eu tenho muitos sonhos para a Nova Geração, mas não posso realizá-los sozinha. Além da ajuda de Deus preciso de outras (de muitas) pessoas. Portanto, gostaria muito que vocês lessem esse post com muito carinho, acessassem os links indicados e sonhassem comigo: VER ESSA NOVA GERAÇÃO EM AÇÃO E FAZENDO DIFERENÇA EM NOSSO PAÍS.

Quantos sonhadores há entre nós?