Quem é Thiago Braz?

 

Foto de DAVID GRAY/ REUTERS

                                                                                                                               Foto de David Gray/Reuters

Sei que como eu, muitos brasileiros acordaram hoje perguntando: “Quem é Thiago Braz?”. Confesso que até a medalha de ouro desse jovem brasileiro, eu não tinha ouvido falar dele. Assim que pude fui pesquisar sobre o atleta na Internet e minha primeira pesquisa foi na ficha dele publicada pelo COB (Comitê Olímpico Brasileiro). Logo, algumas informações chamaram minha atenção:

HOBBIES: Assistir filmes e ler a Bíblia

OBJETIVOS PROFISSIONAIS: Atingir o que Deus tem para mim

Mais algumas pesquisas e vejo que a história de Thiago é mais uma história de superação. Ele foi abandonado pela mãe ainda menino e foi criado pelos avós. Ao ser perguntado sobre quem seriam as pessoas mais importantes na sua trajetória, ele respondeu “Deus e meus avós”.  Thiago também tem um triste histórico de não resistir às pressões das grandes competições como o Mundial e o Pan. Mas na maior de todas as competições ele finalmente venceu e diz que sua vitória foi um milagre de Deus!

Encontrar notícias, imagens e vídeos sobre o grande feito de Thiago é muito fácil. Thiago é casado com uma jovem atleta, Ana Paula, que foi entrevistada logo após a conquista dele. Vibrando com a conquista, Ana Paula fala do grande empenho do marido para conquistar essa medalha de ouro. E continua dizendo “Hoje o dia foi preparado por Deus para o Thiago e ninguém mudava isso. É para honra de Deus!” Confira a entrevista aqui.

Thiago Braz FBNa página oficial dele no Facebook, encontro essa postagem ao lado. Thiago sabe que Deus está com ele na vitória ou na derrota! Ele crê no Deus que não nos abandona jamais.

Thiago também foi entrevistado após a prova e quando perguntado sobre como conseguia se manter tão calmo, ele respondeu: “Aprendi a ter fé e confiar em Deus. Ele tem me ensinado muita coisa, até mesmo a concentração.” Confira essa entrevista aqui.

Várias notícias descrevem Thiago como muito religioso, mas uma delas diz “É comum ver o atleta brasileiro usando as redes sociais para compartilhar imagens de fé. Adota o discurso em seu dia a dia.” Parece que não é apenas mais um discurso de alguém que se diz cristão, mas é uma fala de alguém que vive de acordo com sua fé! Nessa época de escassez de referências para nossos adolescentes e jovens, a vida do Thiago Braz, com suas derrotas e vitórias, pode ajudá-los a ver que ter uma vida com Deus vale à pena!

Portanto, também nós, uma vez que estamos rodeados por tão grande nuvem de testemunhas, livremo-nos de tudo o que nos atrapalha e do pecado que nos envolve, e corramos com perseverança a corrida que nos é proposta, tendo os olhos fitos em Jesus, autor e consumador da nossa fé. Ele, pela alegria que lhe fora proposta, suportou a cruz, desprezando a vergonha, e assentou-se à direita do trono de Deus.
Pensem bem naquele que suportou tal oposição dos pecadores contra si mesmo, para que vocês não se cansem nem se desanimem.
Hebreus 12:1-3

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Anúncios

A história por trás das vitórias e derrotas de Michael Phelps

Phelps Reuters

© Reuters

Estamos assistindo a várias histórias de superação nos Jogos Olímpicos Rio 2016. Muitos atletas enfrentaram derrotas, lesões, preconceitos e muito treinamento para disputarem essa Olimpíada.

E o maior medalhista olímpico da era moderna não é uma exceção. O fenômeno Michael Phelps, que até o momento em que escrevo esse post, já havia ganhado 25 medalhas olímpicas em 5 edições dos jogos. Com apenas 15 anos ele participou das Olimpíadas de Sidney em 2000 sem ganhar medalhas.

Para chegar até aqui, Phelps passou por momentos gloriosos, como quando ganhou 8 medalhas de ouro em uma única edição, nos Jogos de Pequim, na China em 2008. Outro momento importantíssimo de sua carreira ocorreu nos Jogos Olímpicos de 2012 em Londres, ao tornar-se o primeiro nadador do mundo a conquistar o titulo olímpico, três vezes consecutivas na mesma especialidade a nível individual (200m medley). Entretanto desde o final das Olimpíadas de 2008, o nadador vinha enfrentando problemas com drogas, álcool e problemas de relacionamento com seu pai. Seus pais se separaram quando ele tinha apenas 9 anos.

O nadador anunciou sua aposentadoria depois dos Jogos de Londres em 2012. Abandonou os esportes e sua vida perdeu o rumo. Seus problemas com o álcool continuaram e ele chegou a ser preso por dirigir embriagado. Deprimido, chegou a pensar em suicídio. Mas seu amigo Ray Lewis, ex-jogador de futebol americano do Baltimore Ravens, e pessoas da família conseguiram convencê-lo a se internar numa clinica de reabilitação em 2014. No período de internação, Phelps leu Uma Vida com Propósito de Rick Warren, livro que ganhou de seu amigo Lewis. Essa história é contada num documentário exibido pela ESPN Brasil. Clique aqui para assistir esse documentário de 16 minutos ou assista no site da ESPN Brasil. Se você é um líder de adolescentes, aproveite esse vídeo e assista com sua turma para iniciar um bom bate-papo. Se você é pai ou mãe de adolescentes, aproveite para assistir vídeo com seus filhos e iniciar uma boa conversa.

Muitos sites dizem que Phelps foi salvo pelo livro ou que foi salvo pelo desejo de competir nas Olimpíadas de 2016. Outros dizem que o nadador entregou sua vida a Jesus. Nenhum desses fatos é verdadeiro! A única verdade é que Deus agiu poderosamente e deu novo rumo à vida de Phelps.

A história de Michael Phelps pode mostrar aos nossos adolescentes e jovens como uma trajetória de sucesso pode ser interrompida quando estamos afastados de Deus. E também mostra que na sua graça e misericórdia, só Deus pode nos resgatar de uma situação de dor, falta de esperança e de vontade de viver.

Estou convencido de que aquele que começou boa obra em vocês, vai completá-la até o dia de Cristo Jesus. Efésios 1:6